Governo instala assentos flutuantes nos ônibus de olho nas chuvas de fevereiro

Os assentos flutuantes não passaram nos testes de combustão, realizados pelo INMETRO.

Os meses de janeiro e fevereiro são conhecidos pelas grandes chuvas e enchentes que assolam as cidades brasileiras. Em muitos casos as pessoas estão voltando para casa e se veem ilhadas em carros e ônibus, paralisando o tráfego por completo.

Pensando nisso, o governo do Estado do Rio de Janeiro pretende instalar em todos os ônibus uma solução que já existe no transporte aéreo: assentos flutuantes. Quem dá mais informações é o assessor de comunicação do governo, Rafael Andradas:

– A população pode ficar despreocupada. O governo trabalhou duro para dar ao povo uma resposta quanto às tragédias das enchentes. Com os novos assentos flutuantes ninguém vai mais ficar ilhado em um ônibus e poderá continuar seu trajeto para casa sem interrupções, desta vez, usando a própria força da natureza, a correnteza da enchente.

Com a implantação dos assentos flutuantes os ônibus ficarão obrigados a disponibilizar folhetos explicativos do seu uso e funcionários farão demonstrações a cada 3 paradas de ponto de ônibus:

– Funcionará da mesma forma que os comissários de bordo de um avião. O trocador vai fazer a demonstração do uso do assento a cada 3 pontos, em português, inglês e espanhol, já pensando nos turistas das olimpíadas – informou Andradas.

Com as novas implementações o valor da passagem passará para R$ 51,90 e a empresa que fornecerá os assentos flutuantes pertence à mãe do governador. Perguntado, o assessor desconversou:

– Os bilhetes com o novo valor poderão ser adquiridos pelo cartão de crédito e divididos em até 12 vezes sem juros. Além do mais o preço ficou abaixo do valor da ponte aérea Rio –  São Paulo. Quanto à questão da empresa ser da mãe do governador, não vejo nenhum problema. Ela é apenas uma empresária de 98 anos que vive à frente do seu tempo.

Os assentos não serão instalados nas barcas que fazem o trajeto Rio – Niterói pois, segundo a assessoria, não foram registrados aumentos do nível da água na Baia de Guanabara durante as chuvas.

Anúncios


Categorias:Brasil, Política

Tags:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: