Passageiro ganha opção de viajar como bagagem e esquenta briga entre companhias “low cost”

Demais passageiros não se assustaram com a tarifa mais barata de bagagem, já que o cliente era um mala sem alça.

Demais passageiros não se assustaram com a tarifa mais barata de bagagem, já que o cliente era um mala sem alça.

A guerra pelo passageiro está fazendo as empresas aéreas brigarem entre si. Diversas formas para se atrair o consumidor são oferecidas e a batalha esquentou nesta sexta-feira.

A Gol anunciou uma nova faixa de passagens mais baratas que as econômicas, de olho nas classes C e D. A partir desta sexta-feira, pode-se viajar como bagagem. Quem conta é o gerente de operações da Gol, Robson Helal:

– É simples: o passageiro sobe na balança de check-in e se estiver dentro das medidas e pesos específicos ele paga apenas as tarifas de bagagem.

Segundo a companhia, uma viagem entre Rio e São Paulo pode ficar até 60% mais barata do que na concorrência. A empresa promete triplicar seu faturamento nos próximos 5 anos, com a medida.

No entanto, alguns passageiros têm reclamado do serviço prestado. Cláudio Adalto, que fez o trecho Porto Alegre – Brasília, reclamou do serviço de bordo:

– Me ofereceram as barrinhas de chocolate. No entanto, a embalagem protetora de bagagem, exigência da tarifa barata, me impediu de ter acesso ao alimento. Também não pude ir ao banheiro e tive que resolver a situação ali mesmo, dentro da embalagem.

A Gol informa que estas particularidades estão previstas na compra dos bilhetes mais baratos e que é considerado um luxo, já que viajar na poltrona de passageiro é uma taxa extra que se cobra além da tarifa mais barata, que dá acesso apenas ao bagageiro:

– A tarifa mais barata mesmo, sem taxas extras e luxos, nem direito a cabine pressurizada tem… então os passageiros não têm do que reclamar.

As companhias concorrentes já pensam em novas tarifas ainda mais atrativas, mas reconhecem que é difícil. Roberto Alfredo, da TAM, admite:

– Estamos em fase de testes de uma nova classe de tarifas populares, em que a ponte aérea sairá por apenas 1 real. O único local disponível, até o momento, é o trem de pouso da aeronave… mas estamos com dificuldades em manter o passageiro preso neste local, infelizmente. As pesquisas ainda estão no início.

O Mentira Diária viajou de ônibus a convite da Gol, para fazer esta reportagem.

Anúncios


Categorias:Economia

Tags:, , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: